sábado, 1 de fevereiro de 2014



Há momentos em que eu simplesmente fecho os olhos. Lembro de cada segundo, cada momento, daquele seu olhar sério, do seu cheiro. Adorava te assistir dormir. Em momentos seus braços procuravam por mim e sempre me puxava pra perto de você. E ali eu ficava, sem me mexer, sentindo o teu calor, buscando ter e aproveitar o máximo de você pra mim. De repente, eu abro os olhos. E percebo que tudo não passou de um devaneio, em um passado muito próximo.
Reações:

Um comentário:

Tecnologia do Blogger.