terça-feira, 28 de agosto de 2012




Vou me abster de mim, de você, de nós.
Vou me abster deles, delas e de todas as alegrias.
Não quero ser procurado, muito menos encontrado, vou me abster daquilo ou daquela coisa que me traz você, que me traz eles, que me traz...
Estou me abstendo do que mas me consome, daquela vadia com nome de lembrança.
Quero estar só... EM MODO STAND BY!

Reações:

0 comentários:

Postar um comentário

Tecnologia do Blogger.